Assinatura RSS

À eterna Bonequinha de Luxo

Há 83 anos nascia uma das maiores mulheres que o mundo conheceu. Audrey Hepburn nasceu em 4 de maio de 1929, em Bruxelas, na Bélgica, região dos Flandres. Atriz, modelo e humanista, se tornou um ícone não só pela sua beleza – foi eleita em 2009 a atriz mais bela da história de Hollywood – mas principalmente por seu talento e humildade. Era fluente em Inglês, Holandês/Flamengo, Francês, Espanhol e Italiano. Com tantos atributos, e com todo meu apreço, não poderia deixar de homenagear!

Durante a segunda grande guerra, Audrey foi morar com a mãe em Arnhem, na Holanda, país que foi invadido pelos nazistas. Devido às privações que sofriam, se envolveu com a resistência anti-nazista e atuou em balés clandestinos para conseguir dinheiro, período em que sofreu de má nutrição e depressão.

Audrey Hepburn e Gregory Peck no filme A Princesa e o Plebeu

Hepburn estrelou diversos filmes e recebeu vários prêmios importantes. Participou de filmes britânicos e franceses antes de estrelar seu primeiro filme americano, A Princesa e o Plebeu (Roman Holiday -1953), pelo qual recebeu o Oscar de melhor atriz e o Globo de Ouro de melhor atriz – drama, ambos em 1954. Também foi uma das musas do grande estilista francês, Hubert de Givenchy.

O drama Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s -1961) e os musicais Minha Bela Dama (My Fair Lady – 1964) e Sabrina (1954) são três dos mais renomados filmes da atriz. Em My Fair Lady, um dos meus filmes favoritos, Hepburn interpreta Eliza Doolittle (papel que na Broadway foi interpretado pela incrível Julie Andrews, minha 2ª atriz preferida), uma mendiga que vende flores e conhece um professor de fonética que promete corrigir o sotaque “abominável” da jovem e transformá-la numa bela dama da High Society em apenas 6 meses.

My Fair Lady - Minha Bela Dama - 1964Esse filme recebeu oito Oscars,  dentre os quais o de Melhor Filme, de Melhor Ator (Rex Harrison), Melhor Direção e Melhor Figurino em 1965. Audrey não chegou a ser indicada na categoria Melhor Atriz, que foi vencida por Julie Andrews, pelo filme Mary Poppins.

Em 1987 deu início a um importante trabalho como Embaixatriz da Unicef, pois tendo sido vítima da guerra, sentiu-se no dever de retribuir a ajuda que recebeu do “United Nations Relief and Rehabitation Administration” (que deu origem à UNICEF), que mandou comida e suprimentos para os sobreviventes.

A eterna Bonequinha de Luxo morreu em 20 de janeiro de 1993, aos 63 anos, na Suíca, em decorrência de um câncer no apêndice. Mas sua memória estará sempre viva, principalmente entre aqueles que apreciam o talento clássico dos grandes atores. O filme The Audrey Hepburn History” (veja o Trailer)  foi lançado em sua homenagem em 2000, com Jennifer Love Hewitt no papel de Audrey.

Recebeu em 1955 o Globo de Ouro de atriz favorita do mundo, e muitos ainda a vêem como tal. Inúmeras  são as homenagens que ainda a dedicam e muitos são os artistas que  nela buscam inspiração. E assim, ela se tornou imortal no mundo da arte e do cinema.

Então que tal separar um tempinho para ver, ou rever, os clássicos dessa grande atriz?

FONTES: 70 anos de cinema; Filmow; Wikipedia;

Anúncios

Sobre Lettie Moreira

Estudante de Produção em Comunicação e Cultura - UFBA. Cinéfila.

»

  1. Essa atriz realmente é história.

    Responder
  2. Pingback: Especial Dia dos Namorados – 4 Filmes para curtir esse dia! « Mais que Sétima Arte

  3. Pingback: A fotografia como instrumento de consolidação da fama. « Mais que Sétima Arte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: